quinta-feira, 15 de Outubro de 2009

Estava mesmo à espera!

Publicado por 
Sou fã desta senhora por várias razões. Cunning Minx tem um podcast semanal sobre poliamor, que mantém desde Abril de 2005, e só isso já é motivo de reverência. Como qualquer um dos colaboradores deste blog concordará, ter o que dizer sobre poliamor uma vez por semana nem sempre é fácil.
Há uns dias pus-me a vasculhar com mais pormenor no site Polyamory Weekly e fui parar ao Slideshare, onde Minx tem algumas das apresentações que faz em conferências e encontros poly.
A que mais me chamou a atenção e me deixou a pensar, foi uma com o título "How to Get Some". Basicamente, o que ali se explica é como uma pessoa se pode organizar para engatar numa dessas conferências. O que implica algum trabalho antes, durante e depois.
Alguém me dizia um dia que, por norma, as mulheres só se envolvem sexualmente com alguém por "descuido". Ou seja, que passam sempre a mensagem "Eu nem queria, mas estávamos bêbados e...". Mesmo quando não têm nenhum compromisso nem explicações a dar a ninguém, parece que as coisas acontecem sempre casualmente, que as apanham de surpresa, como no anúncio do Tide em que o actor lhes entra pela casa adentro e lhes sai aquele "Ah, não estava nada à espera!".
Infelizmente, esta atitude não é um exclusivo feminino. Há toda uma moral reinante de que é politicamente correcto não querer, não esperar, nem fazer nada para conseguir ter sexo com alguém. "As coisas simplesmente acontecem", foi o que nos ensinaram nos filmes e romances. E às vezes é verdade. Mas outras vezes não. Outras vezes a felicidade e uma vida recheada de amor e pessoas bonitas é o resultado de muita pesquisa, procura, disponibilidade e atenção.

Sem comentários: